Como Limpar Nome SPC, Serasa e SCPC

Provavelmente você já viu na internet muitos anúncios que oferecem a possibilidade milagrosa de limpar o seu nome dos registros do SPC, Serasa e SCPC sem pagar as dívidas e imediatamente. Saiba que isso não existe, mas mesmo não sendo fácil e nem barato limpar o seu nome é perfeitamente possível. Conheça abaixo as formas de excluir o seu nome dos cadastros do SPC, Serasa e SCPC.

Pagar a Dívida

Se a dívida, que lhe colocou o nome no registro, for paga através de um acordo à vista ou mesmo de forma parcelada o nome deixa de figurar no bando de dados dos órgãos de restrição. No caso de quem parcelar a dívida é importante destacar que o nome deve ser retirado dos registros logo após o pagamento da primeira parcela. No caso de efetuar o pagamento e o seu nome não ser retirado dos cadastros é possível exigir o pagamento de indenização por danos morais.

Discutir a Dívida na Justiça

Quando o consumidor tem o seu nome incluso nos órgãos de restrição de crédito por uma dívida que já foi quitada ou mesmo por uma dívida que ele não fez é necessário acionar a justiça. Outro motivo que pode gerar discussão na justiça é a cobrança de juros abusivos ou cláusulas duvidosas. Com o parecer da justiça e o recálculo feito o consumidor pode passar a depositar judicialmente os valores justos.

Dívida Prescrita

Depois de 5 anos passados da data em que a dívida deveria ter sido paga o nome deve ser retirado dos cadastros de restrição. Vale destacar que em muitos casos esse prazo é contado a partir do dia da inscrição do nome nos cadastros, isso está errado. Nesses casos a dívida é prescrita, ou seja, após o prazo de 5 anos o credor perde o direito de cobrar o débito. Esse prazo de prescrição da dívida está previsto no Código de Defesa do Consumidor e o Código de Processo Civil.

Quando uma pessoa tem mais de uma dívida nos bancos de dados dos cadastros são contados prazos de prescrição separados. Cada dívida terá 5 anos para ser prescrita e somente depois da última prescrição o nome ficará limpo de novo.

Se a dívida em questão já está prescrita e ainda assim continua constando nos cadastros é necessário entrar com uma ação judicial pedindo uma liminar para que haja a exclusão dos cadastros.

Porém, é válido lembrar que nos casos em que o consumidor faz um acordo para pagar a dívida e não cumprir o mesmo seu nome poderá ser cadastrado novamente no SPC, Serasa e SCPC por mais 5 anos a partir da data em que ele não cumpriu o pagamento.

Veja mais dicas no vídeo abaixo do Jornal Hoje da Rede Globo, sobre como limpar seu nome do SPC, Serasa e SCPC.